Ditos de Tizangara

Lendo o livro "O Último Voo do Flamingo", do escritor Moçambicano Antônio Emílio Leite Couto, mais conhecido por Mia Couto, achei muito interessante alguns ditados e provérbios que encabeçam os capítuloes do livro, bem como algumas falas dos seus personagens. São citados como ditos e provérbios de Tizangara (pequena vila imaginária, ao sul do país - Moçambique na África onde se passa a história). O livro, que virou filme (ainda não vi), é muito interessante. Conta a história do país africano, nos primeiros anos pós-guerra, a partir de uma pequena vila onde soldados da ONU enviados para vigiar o processo de paz começam a explodir de forma misteriosa. Um italiano, consultor da ONU, é enviado para investigar essas explosões e é lhe colocada a disposição um habitante da vila para servi-lhe de tradutor. É através desse personagem que a história é narrada.

Mais de fato, o objetivo aqui não é contar a história do livro nem fazer uma análise do mesmo, mas mostrar uma seleção com os ditados de Tinzagara, provérbios e alguns pensamentos dos personagens.

Vamos então a eles:

"Sentei-me no canto e convoquei minhas saudades"

"Os amados fazem-se lembrar pela lágrima.
Os esquecidos fazem-se lembrar pelo sangue"

"O mundo não é o que existe, mas o que
acontece"

"O que não pode florir no momento certo
acaba explodindo depois"

"Saudade de um tempo?
Tenho saudade é de não haver tempo"

"O cão lambe as feridas?
Ou é já a morte, por via da chaga,
que beija o cachorro na boca?"

"Quem voa depois da morte?
É a folha da árvore"

"Uns sabem e não acreditam.
Esses não chegam nunca a ver.
Outros não sabem e acreditam.
Esses não veem mais que um cego"

"É o cão vadio que encontra o velho osso"

"Quem veste o hipopótamo é a escuridão"

"Que eu queria era falecer vítima da
melhor receita da vida: - bebida
certa e mulheres erradas"

"A urina de um homem sempre cai perto dele"

"Não me basta ter um sonho.
Eu quero ser um sonho"

"A cinza voa, mas o fogo é que tem asa"

"Do que me lembro jamais eu falo.
Só me dá saudade o que nunca recordo.
Do que vale ter memória
se o que mais vivi
é o que nunca se passou?"

"A vida é um beijo doce em boca amarga"

"Queres saber onde está o gato?
Pois procura no canto mais quente"

"As ruínas de uma nação começam no lar do
pequeno cidadão"

"O mundo não é o que existe, mas o que acontece"


"Vaca sem cauda não enxota as moscas"

E por fim o meu preferido:

"Os fatos só são verdadeiros depois de serem
inventados".


Veja também:

Frases do Futebol

Frases e expressões da vovó Irá
Postar um comentário