Na Tonga da Mironga do Kabuletê

Eu vi um Post, inicialmente no blog do Nicolas Queirós. Achei muito interessante, e como costumo fazer, fui pesquisar e ver de onde vem originalmente.

Encontrei a informação repetida em vários outros blogs e parece que vem originalmente do livro "Vinicius de Moraes: o Poeta da Paixão" de 1994 (não li o livro).

O post falava sobre como a música de Toquinho e Vinicius de Moraes "Na Tonga da Milonga da Kabuletê". Basicamente, diz que trata-se de um xingamento em dialeto Nagô e significaria "o pêlo do c* da mãe" e foi uma forma utilizada para de xingar os militares sem que eles compreendessem a ofensa. A música foi lançada em 1971 em pleno auge da ditadura militar.

Em outros sites, no entanto, há informação de que as palavras isoladamente têm significado bastante diferente. No Novo Dicionário Banto do Brasil, de Nei Lopes, Tonga (do Quicongo)= força, poder; Mironga (do Quimbundo)= mistério, segredo (O Houaiss acrescenta: feitiço); Cabuletê (ou Kabuletê) (de origem incerta)= indivíduo desprezível, vagabundo.

Eu achei interessante a informação, mas o que muito me chamou a atenção foram os comentários em alguns dos posts do tipo:

"É, eles eram corajosos mesmo... xingar alguém que não entende o xingamento. Belíssima merda!"

"Como sempre esses fresco dos "artistas da mpb" sendo contra o saudoso regime militar"

"concordo. Bando de fresco que não serve pra fazer nada de produtivo pro povo. Volta a DITA-DURA no kabulete desses anarquistas."

É incrível como pessoas ainda defendam a ditadura. Na verdade caem em grande contradição, já que só podem falar e se expressar livremente graças ao regime democrático.
Claro, você pode gostar ou não, concordar ou não, mas essencialmente, você pode opinar, pode dizer o que acha, preferencialmente de forma educada e sem ofensas desnecessárias, mas pode se expor sem medo de ser punido injustamente, até preso e torturado como em épocas passadas e que espero não voltem mais.

De qualquer forma aqui vai a letra da música:

A tonga da mironga do kabulete

Eu caio de bossa
eu sou quem eu sou
eu saio da fossa
xingando em nagô
você que ouve e não fala
você que olha e não vê
eu vou lhe dar uma pala
voce vai ter que aprender
A tonga da mironga do kabulete
você que lê e não sabe
você que reza e não crê
você que entra e não cabe
você vai ter que viver...
na tonga da mironga do kabulete
você que fuma e não traga
e que não paga pra ver
vou lhe rogar uma praga
eu vou é mandar você...
pra tonga da mironga do kabulete

Veja um vídeo com Toquinho falando um pouco sobre o significado e tocando a música:




Veja Também:

A Natureza das Coisas
Precisamos brigar a boa briga?
Brasil x Argentina

Postar um comentário