Quem confia?

Não que eu costume ver programas políticos na TV. Mas eventualmente, por inércia, acabo por ver toda aquela baboseira, ou melhor dizendo, toda aquela enganação.
Em um desses programas, vi comentários indignados sobre o financiamento de campanhas.
Falava-se de como os político e partidos são financiados por empreiteiras e empresas, unicamente interessadas em cobrar cada centavo investido, com juros e correções, logo após as eleições.
Nesse mesmo programa, se indicava a solução mágica para o problema:
Financiamento público de campanha.
Financiamento público de campanha, nada mais é que o governo (ou seja a população), distribuir dinheiro, para os agora 28 partidos existentes, fazerem campanhas políticas (quem sabe, e melhor ainda, criando um novo imposto para essa finalidade).
Ou seja, vamos empurrar mais dinheiro nas mãos dos nossos confiáveis e éticos partidos políticos.
A promessa, em troca de mais essa mordida no orçamento em benefício dos impolutos políticos, é acabar com o caixa 2 das campanhas políticas, e assim a corrupção nas doações para campanhas em troca de manipulação de concorrências públicas, apadrinhamentos, superfaturamento de obras, priorização de obras por interesses espúrios e não por necessidade pública etc, etc etc.
Nesse conto de fadas, com o dinheiro público garantido, os partidos e políticos não mais receberiam dinheiro de empreiteiras, empresas, etc, etc, etc.
Você acredita em conto de fadas?



Veja Também:

Ali Babá e seus 513 companheiros
Auxílio Paletó
A Bahia dividida
Postar um comentário

ARTIGOS RELACIONADOS

2leep.com